Programa Bahia Sem Fome faz entrega de mil cestasbásicas em Correntina

 

Com recursos do BSF, foram assinados convênios entre o Governo do Estado e o município para fortalecimento da agricultura familiar

A coordenação do Programa Bahia Sem Fome (BSF) realizou, nesta segunda-feira (18), na Escola Anisia Silva Moreira, no município de Correntina, a cerca de mil quilômetros de Salvador, a entrega de mil cestas básicas para entidades sociais que trabalham com comunidades em situação de vulnerabilidade social no município. Na ocasião, com recursos do Programa Bahia Sem Fome, foram assinados dois convênios entre a Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Rural. Um dos convênios prevê a aquisição de equipamentos para a produção de queijos no Laticínio Correntina, no valor de R$ 659 mil; o outro, possibilitará a construção da Unidade de Beneficiamento de Cana de Açúcar, no valor de R$ 431 mil.

A cerimônia contou com as presenças do prefeito de Correntina, Nilson José Rodrigues, e do coordenador do Bahia Sem Fome, Tiago Pereira, além de vereadores, deputados estaduais e federais e prefeitos do Oeste baiano.

Durante a solenidade, a Secretaria de Assistência Social e Cidadania do município oficializou também a distribuição dos cartões do programa “Correntina Sem Fome e Sustentável”, lançado este ano com o objetivo de beneficiar mais de mil famílias.
“O benefício concedido é de R$ 100 para as famílias em situação de vulnerabilidade social. Cada uma dessas famílias receberá um cartão para aquisição de alimentos no comércio local de Correntina, o que possibilita a escolha dos produtos que elas vão levar pra casa”, explicou o prefeito.

Para o coordenador do Bahia Sem Fome, Tiago Pereira, é muito significativo que diversos municípios do interior do estado, a exemplo de Piatã, Porto Seguro, Presidente Jânio Quadros e, agora, Correntina, estejam lançando programas municipais de combate à fome em parceria com o Estado. “A adesão cada vez mais frequente de municípios torna mais eficaz a logística de combate à insegurança alimentar grave, ampliando e consolidando ações estruturais que serão fundamentais para a erradicação da fome no estado”, disse Tiago, destacando a importância do BSF já dispor de orçamento para realizar ações fundamentais de combate à fome. “O programa já distribuiu mais de 1.000 toneladas de alimentos para cerca de 90 mil famílias no estado”.

CORRENTINA SEM FOME

De acordo com a Prefeitura de Correntina, o Programa Correntina Sem Fome e Sustentável tem duas frentes de atuação: uma será o cartão de auxílio mensal para as famílias em situação de vulnerabilidade social, no valor de R$ 100, para compra nos mercados, padarias e outros estabelecimentos no município. E a outra frente de atuação será um programa de capacitação técnica e apoio para ampliar a produção de alimentos no município por meio da agricultura familiar. Já foram cadastrados mais de dois mil agricultores.

Doe aqui
Bahia sem fome
Icone Whatsapp