Programa Bahia Sem Fome recebe proposta de centro de excelência da ONU

Possível parceria entre BSF e iniciativa das Nações Unida vai permitir troca entre Brasil e países de África que falam português

Na tarde dessa quarta-feira (27), a Coordenação do Programa Bahia Sem Fome (BSF) Fome recebeu a visita da coordenadora de projetos do Centro de Excelência Contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos (PMA), Albaneide Peixinho. A reunião foi realizada no Gabinete da Casa Civil, no Centro Administrativo da Bahia. Na ocasião, a nutricionista apresentou uma proposta de projeto com o objetivo de trocar experiências e desenvolver ação conjunta entre o Brasil e países falantes da língua portuguesa.

A parceria resulta de termo reassinado em 16 de outubro de 2023 entre a direção do PMA no Brasil e o Governo do Estado da Bahia, a partir do compromisso prioritário do Governador, de erradicar a fome. Esse termo de cooperação, permite o intercâmbio e trocas de experiências entre os países para a área de segurança alimentar e nutricional.

As ações de combate à fome na Bahia estão dando muito certo e podem inspirar projetos/políticas em outros países, conforme explica Albaneide, que além do continente africano, acumula experiência na coordenação de projetos de nutrição e agricultura em países de America Latina e Caribe.

“Nós queremos desenvolver atividades conjuntas entre Bahia Sem Fome e o Centro da Excelência de Combate à Fome, com a interveniência da Agência Brasileira de Cooperação, para países, inicialmente de língua portuguesa para que a gente consiga transferir as tecnologias baianas que deram certo, para esses países e atender na demanda mundial que é de combate à fome”, destacou Peixinho.

O Coordenador Geral de Ações Estratégicas de Combate à Fome, Tiago Pereira ressalta as possibilidades de troca a partir dessa experiência e celebra o sucesso das ações do BSF:

“Essa parceria com o Centro de Excelência Contra a Fome da ONU é uma oportunidade para compartilhar o que tem dado certo na Bahia e aprender com as experiências de outros países. Estamos ansiosos para colaborar e contribuir para o combate à fome em nível global.”

O programa Bahia Sem Fome tem se destacado como uma referência na luta contra a fome e pela promoção da segurança alimentar, e a proposta de parceria com a ONU é mais um reconhecimento do sucesso das ações implementadas no Estado. A troca de experiências e tecnologias promete ser benéfica para todos os envolvidos e pode contribuir significativamente para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Doe aqui
Bahia sem fome
Icone Whatsapp