Atividades do Dia Mundial da Alimentação movimentam Parque de Pituaçu

 

Palestra sobre alimentação saudável e trilha sensorial fizeram parte da programação

A celebração do Dia Mundial da Alimentação chegou ao seu segundo dia. Neste domingo (15), foi a vez do Parque Metropolitano de Pituaçu receber crianças e adultos para as atividades de educação ambiental e dicas de alimentação saudável.

O Dia Mundial da Alimentação é uma iniciativa da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), do Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos (WFP), do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) e do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

Nesta edição, o Governo do Estado da Bahia e o Programa Bahia Sem Fome (BSF) apoiam a agenda, cujo tema é “Água é vida. Água é alimento”. O principal objetivo é conscientizar governos, setor privado, sociedade civil e a população sobre a importância de não considerar a água um bem garantido, mas sim melhorar a maneira de utilizá-la.

O coordenador do Bahia Sem Fome, Tiago Pereira, ressaltou que a celebração da data em nosso estado está em perfeita sintonia com as ações que vêm sendo desenvolvidas ao longo dos anos para combater o flagelo da fome.

“É uma agenda muito importante, que envolve agências internacionais. Nesta primeira etapa do Bahia Sem Fome, já arrecadamos 900 toneladas de alimentos que estão sendo doadas para quem mais precisa. Além disso, estamos trabalhando para construir políticas estruturantes que contemplem os nossos eixos”, disse.

Dia de campo
Neste domingo, o público teve a oportunidade de participar do Ecoroteiro no Parque de Pituaçu. O projeto visa estimular a visitação às áreas verdes e parques de Salvador e, com isso, fomentar vivências ecológicas em nossa cidade.

Ao longo da trilha sensorial, as crianças conheceram espécies nativas da Mata Atlântica, participaram de uma caça ao tesouro, onde procuraram flores, insetos e outros animais, e plantaram mudas de árvores.

A programação contou, ainda, com uma palestra sobre alimentação saudável e uma exposição de fotos e vídeo, em óculos 3D de realidade virtual, sobre o trabalho de beneficiamento da mandioca realizado pelos índios Kiriri, na Bahia, com o apoio do Fida e do Governo do Estado da Bahia.

Programação continua
Na segunda-feira (16), um evento institucional para convidados, no Museu de Arte Moderna (MAM), marca o Dia Mundial da Alimentação. No início da noite, o Elevador Lacerda será iluminado com a cor azul e uma projeção ressaltando a data.

 

Doe aqui
Bahia sem fome
Icone Whatsapp